Este blog não possui nenhuma afiliação social, empregatícia, financeira ou política a não ser comigo mesmo. As opiniões expressas aqui refletem meu ponto de vista sobre assuntos aleatórios e nada mais. Comentários são mais do que bem vindos, são encorajados, positivos ou não. Até prefiro comentários oposicionistas, afinal um mundo que pensa igual é desprovido de inovação. Portanto, sinta-se em casa. Espero que ler minhas verborréias esporádicas traga-lhe o mesmo prazer que tenho produzindo-as.

[ваκκєr]

P.S. Algumas vezes algo que eu quero expressar não pode ser dito (apenas) com palavras, então vai parar em meu fotolog ao invés de aqui. Confira-o de vez em quando.

domingo, 11 de setembro de 2011

Foursquare: meu primeiro special

Ok, assim parece que eu sou um n00b brincando de usar redes sociais, mas veja bem: sou usuário de Fourquare desde que arrumei um celular com Android, em julho de 2010. Na época a coisa nas redes sociais de geolocação era tão desértica que, sem brincadeira, existia UM local registrado pra dar check-in no Gowalla na cidade onde eu comprei o celular (a nunca-saudosa São José do Hell Preto). Até hoje eu tenho uma enorme dificuldade de encontrar estabelecimentos realmente explorando o potencial do Foursquare (sim, eu desisti do Gowalla de lá pra cá). E isso nos leva à minha visita de hoje à tarde à Leroy Merlin (prêmio especial por usar três crases na mesma frase vai para... moi!). Estávamos lá, eu e a Cau, na fila para pagar por duas lâminas de serra tico-tico (e mais trocentas coisas que pegamos no caminho do caixa, será que nunca vamos conseguir ir na Leroy e comprar  o que fomos buscar?) quando decidimos fazer o check-in nosso de cada dia... E surge o aviso de que o Foursquare tem um special na Leroy, como mostra o screenshot a seguir:
...será? Só ir no Balcão de Atendimento e pegar meus brindes? Fomos lá, tiramos uma senha e esperamos nossa vez. A mocinha, como previsto, não fazia a menor idéia do que se tratava o assunto. Mas diga-se em favor dela, era cheia de atitude e jogo de cintura: saiu de trás do balcão e nos levou até outro balcão, esse intitulado Balcão de Apoio e... voilá! espressos e ecobags pra mim e pra Cau!



Isso mudou minha impressão sobre a Leroy Merlin? Não sei dizer, afinal minha opinião deles já é das melhores. Mas com certeza me senti bem atendido e parte de algo (não deveria ser esse o objetivo de uma rede social, integrar?).

Notas 10 pro Foursquare e pra Leroy. E fica aqui meu convite pros amigos que tem smartphone darem um pulo na Leroy tomar um cafezinho por conta e, quem sabe, comprar aquela lâmpada que queimou semana retrasada e você ainda não trocou porque não para nunca pra nada, sacumé, né?

Nenhum comentário: