Este blog não possui nenhuma afiliação social, empregatícia, financeira ou política a não ser comigo mesmo. As opiniões expressas aqui refletem meu ponto de vista sobre assuntos aleatórios e nada mais. Comentários são mais do que bem vindos, são encorajados, positivos ou não. Até prefiro comentários oposicionistas, afinal um mundo que pensa igual é desprovido de inovação. Portanto, sinta-se em casa. Espero que ler minhas verborréias esporádicas traga-lhe o mesmo prazer que tenho produzindo-as.

[ваκκєr]

P.S. Algumas vezes algo que eu quero expressar não pode ser dito (apenas) com palavras, então vai parar em meu fotolog ao invés de aqui. Confira-o de vez em quando.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Processa aí ó

Já que virou moda me processar a toa, vamos aproveitar e atrair um pouco mais de ódio. Começa assim: O Resenha em Seis publicou a crítica que o Raphael (Quatrocci) escreveu sobre o Boteco São Bento da Vila Madalena. Em primeiro lugar eu preciso esclarecer: eu li a resenha e concordo com tudo e o que eu li lá não se limita apenas ao São Bento: tá cheio de boteco escroto na Vila Madá onde os garçons fazem isso, e tem pra lá de monte de boteco servindo chope ruim, e vamos e convenhamos, a maioria dos bares de lá cobra mais ou menos três vezes o razoável. Assim como já aconteceu comigo algumas vezes, de firmas de toda estirpe, desde firmas paulistanas cujos números de telefone publicados no site não existem até firmas americanas de prestígio como a Proskauer Rose LLC, o Resenha recebeu notificação extra-judicial para remover o famigerado post, sob risco de processo. O pessoal do Contraditorium decidiu que a blogosfera brasileira deve um favor aos advogados do Brasil e resolveu que em especial a que trabalha pro São Bento merece todos os honorários que ela conseguir arrancar do seu cliente, e criou essa campanha bacaninha: TODOS os blogs devem publicar a mesma crítica, assim a moça vai ter que pedir pra fechar a internet. Bacaninha né ? Chega de lero-lero e segue o texto:



Depois da Faixa de Gaza e do Acre, este é o pior lugar do mundo para você ir com os amigos. Caro, petiscos sem graça e, principalmente, garçons ultra-power-mega chatos: você toma dois dedos do seu chopp, quente e azedo que nem xoxota nos tempos dos vikings, eles já colocam outro na mesa. E se você recusa, eles ainda ficam putos. Só tulipadas diárias no rabo para justificar tamanha simpatia no atendimento.
  • Fui no da Vila Madalena. Dizem que o do Itaim é ainda pior.
  • Para dicas de botecos que valem a pena, leia outras resenhas aqui
  • Siga o Resenha pelo Twitter antes que eu bote outro link na mesa.

Nenhum comentário: